Banco Citibank informa uma taxa no contrato e cobra 49,68% a mais

Banco Citibank informa uma taxa no contrato e cobra 49,68% a mais – perícia financeira é altamente recomendável para apurar as irregularidades – A maioria das pessoas entra em desespero quando não consegue pagar uma dívida, temem perder tudo para os bancos, sofrem ameaças de escritórios de cobrança, enfim o caos se instala. Pensam também “que chances tenho eu contra um poderoso banco?” A resposta é todas as chances do mundo, não se desespere, você tem muitas chances, afinal os bancos erram feio nos seus cálculos e acabam cobrando muito além dos valores estabelecidos em contrato. Leia esse artigo e entenda o caso: “Pintando e bordando” em cima dos nossos governantes (aqueles mesmos que a gente vota para nos representar no congresso e no planalto), os bancos são instituições cada vez mais poderosas no Brasil. Com aval político, mesmo deixando milhões de brasileiros sem entender o porquê, práticas claramente abusivas, como taxas de juros mais caras do mundo, leilão de imóveis, busca e apreensão de veículo, penhora de salários, entre outras, acabam se tornando medidas legais, segundo o nosso Poder Judiciário, por mais estranho que isso possa parecer (e de fato é muito estranho). Muita gente deve se perguntar se não temos nenhuma defesa contra isso e a resposta é que temos sim mecanismos para coibir práticas abusivas, mesmo sendo os bancos apadrinhados por quem está à frente no país. Como infelizmente o enriquecimento bancário não é uma causa abraçada pela classe política, o ponto é se apegar em informações seguras para saber se [...]

ACORDO DOS EXPURGOS DA CADERNETA DE POUPANÇA

ACORDO DOS EXPURGOS DA CADERNETA DE POUPANÇA CUIDADO – ACORDO PODE SER ARMADILHA Foi assinado ontem o tão esperado acordo entre entidades de defesa do consumidor e os bancos, e divulgado nas mídias como uma grande conquista para os consumidores. Esse acordo colocará fim a mais de 1 milhão de ações judiciais, e assim todos ficam contentes certo? Errado. Existem pegadinhas no meio do caminho e vou explicar para que você não seja ludibriado, e enganado mais uma vez. O Acordo foi pactuado por entidades de defesa do consumidor que entraram com ações coletivas, que entraram com ações representando milhares de pessoas, porém todas as pessoas que possuem ação na justiça, mesmo através de ações individuais poderão aderir ao acordo. Os bancos que aderiram ao acordo foram: Itaú, Bradesco, Santander, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Outras poderão aderir em até 90 dias. Ainda falta que o STF faça a homologação desse acordo para que ele passe a valer, como também que os bancos coloquem a disposição uma plataforma digital, onde serão feitas às adesões, onde o acesso a esse sistema será feito pelos advogados dos beneficiados. Quem tem direito a até R$ 5 mil receberá à vista. Entre R$ 5 mil e R$ 10 mil, uma parcela à vista e duas semestrais. A partir de R$ 10 mil, uma à vista e quatro semestrais. A correção para os pagamentos semestrais será feita pelo IPC-A. Não haverá qualquer desconto para poupadores que tenham a receber até R$ 5 mil. Para valores entre R$ 5 mil e [...]

Bancos x Constituição Federal

O QUE A CONSTITUIÇÃO TEM A DIZER PARA OS BANCOS Que os bancos agem de forma imoral, já não é novidade para ninguém. Na prática, as instituições financeiras se articulam tendenciosamente com um único objetivo: obtenção de lucro. Ou seja, é feito um estudo sobre o cliente / consumidor, para saber até que ponto a disponibilidade do crédito pode ser rentável para o banco. Enquanto a pessoa tem espaço para comprometer seu salário, sua casa, o faturamento da sua empresa e outros bens, ela é tratada como uma parceira, amiga. Quando já não tem mais o que comprometer, o interesse desaparece. Mas o que a Constituição fala sobre essa prática? Vamos fugir das falácias de juros abusivos. Todo mundo sabe que no Brasil os juros são maiores do mundo, mas que por autorização e conivência dos nossos governantes, os bancos são blindados para agir conforme seus interesses sem nenhum tipo de interferência. Ocorre que a constituição é contrária a muitas práticas que fazem parte da rotina dos bancos. Essa exploração do lucro a qualquer preço é condenada pela nossa Lei Maior.   JUROS COBRADOS PELOS BANCOS VIOLAM CONSTITUIÇÃO Basta ter um financiamento ou usar o limite do cheque especial, para saber que o lucro bancário é exagerado e desproporcional. E nesse sentido, a Constituição é muito clara: “a lei reprimirá o abuso do poder econômico que vise à dominação dos mercados, à eliminação da concorrência e ao aumento arbitrário dos lucros”. Para se ter uma ideia da exorbitância dos lucros, até mesmo as taxas [...]