Fui demitido, quais são os meus direitos?

Com a crise econômica estampada na cara do país, quase todas as empresas brasileiras vivem momentos delicados. Com os altos custos para manter um funcionário e o suporte mínimo que o governo confere aos empresários, o resultado não poderia ser outro: desemprego! O motivo mais clichê para a demissão sem justa causa de um empregado hoje é: corte de gastos. As vendas caíram e, infelizmente, não é possível aguentar o peso da folha salarial. (mais…)

ENERGIA ELÉTRICA – NOVO AUMENTO

Veja como reduzir sua conta de forma legal A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) sinalizou na última semana que a tarifa de energia elétrica vai subir no próximo mês. O aumento ocorre após a diminuição de 7,27% para os consumidores residenciais e 9,74% para as indústrias no mês de junho deste ano. (mais…)

Por que não devo refinanciar dívidas?

O mundo não é tão bom assim, Sebastião… Costumo dizer que algumas coisas que começam com “RE” não são agradáveis para nós: recondicionado, requentado e, no nosso caso, “RENEGOCIAÇÃO”. Andam dizendo por aí que “o mundo é bão Sebastião”, Porém, nas linhas a seguir veremos que o mundo não é tão bão assim Sebastião. Ele é cruel. (mais…)

O Enriquecimento ilícito bancário

– A cobrança de juros abusiva viola diretamente a Constituição Federal – A imoralidade das instituições financeiras consiste em práticas abusivas que a maioria dos brasileiros conhece:a intenção é criar uma situação de dependência de pessoas físicas e jurídicas para com os bancos, que através de propagandas enganosas e medidas coercitivas tentam conduzir à eternização da dívida, cobrando juros abusivos. (mais…)

Bancos bloqueiam salários

Banco do Brasil bloqueia salários de funcionários públicos. Os bancos estão cada vez mais audaciosos. Dentre eles há de destacar Banco do Brasil e Banco Santander. Ambos veem praticando o crime de apropriação indébita, e ferindo a nossa constituição federal à vários anos, porém agora mais do que nunca a prática está fica cada vez mais descarada, já que agora ainda estão praticando o crime de coação contra os devedores, pois só liberam o salário se o devedor assinar um nova confissão de dívida onde mais juros abusivos ainda são cobrados, tornando as dívidas impagáveis. (mais…)