Assessoria empresarial em sp te ensina como aproveitar bem o seu 13° salário.

Como aproveitar bem o seu 13° salário?

Chega o Final do ano e estamos às portas do recebimento da 1ª parcela do 13º salário, agendado para até o dia 20 de novembro. Ou seja, para muitas pessoas, é um precioso dinheiro esperado durante o ano todo. Então, trata-se de uma oportunidade, que nem todo mundo tem.

Por isso, abordaremos esse tema agora, antecipadamente, para que você possa desde já refletir e preparar-se para fazer desse dinheiro a mais o melhor para si e sua família.

O 1º pensamento tem de ser: esse dinheiro que vou ganhar está realmente sobrando?
Se você não tem dívidas ou até tem dinheiro aplicado, a resposta pode ser “sim”.
Mas, se você deve, ou está até com pagamentos atrasados, a resposta é “não” e isso significa que é preciso usar ao menos parte do 13º para reequilibrar a sua vida financeira.

A nossa experiência de 16 anos atendendo milhares de pessoas, nos diz que o 13º tem de ser dividido por algumas utilidades e não gasto apenas com as festas.
A princípio, reserve 30% do 13º para o Natal e Reveillon. Com o restante, faça o seguinte:

Devo usar o 13º para quitar minha dívida no cartão de crédito e no cheque especial Especial

Essa pode ser uma grande oportunidade para você quitar a vista sua dívida no cartão de crédito, ou a dívida do cheque especial, porém lembre-se você está com dinheiro na mão, portanto é preciso saber negociar. Logo somente quite sua dívida junto ao banco se ele lhe oferecer um excelente desconto acima de 70% no valor da dívida.

-Tente por em dia prestações atrasadas, inclusive de empréstimos. Depois do cartão e do cheque especial, os juros delas são os que mais sangram as suas finanças. Saneá-las será muito oportuno, desde que você não compre mais nada a prestação agora.

Contenha seus impulsos

-Diminua ao máximo possível suas dívidas no cartão de crédito e no cheque especial, por que você paga juros elevadíssimos por essas dívidas. Claro que isso não vai adiantar nada, se você contrair novas dívidas numa dessas duas modalidades.

Inicie 2014 no controle

Não deixe que o dinheiro te controle, e sim tenha controle sobre ele, portanto:
-Reserve o dinheiro que for possível, para os gastos de janeiro, que ameaçam acabar o sonho do “próspero ano novo” de qualquer um.Você terá de pagar rematrícula escolar, uniforme, cadernos, livros, IPVA, IPTU, etc..Muitos ainda arcarão com o licenciamento do automóvel e alguns terão de pagar as compras feitas em dezembro.

-Feito tudo isso, se você ainda tiver uma parte do 13º, poupe. Dessa forma, esse abono salarial pode servir para oinício de uma nova vida, em que tudo o que você comprar será à vista, com direito a pechincha.Você terá ainda o prazer de planejar com calma o que quer comprar e escolher cuidadosamente os melhores produtos e as lojas mais baratas.

Como Ter Boas Festas com 30% do 13º

Se você usar 70% do abono para sanear a sua vida financeira, já terá dado um grande presente para si mesmo e para a sua família, e se livrado de pagar juros que ainda continuam pesadíssimos. Na prática e na verdade os juros do cartão de crédito e do especial não reduziram nada para quem já tinha dívida.

Para aproveitar bem o dinheiro destinado às festas, basta planejar. Escreva tudo em que acha que precisará gastar e registre o valor de cada ítem. Some. Se o dinheiro deu, ótimo. Você dará conta de tudo.
Se você perceber que vai faltar dinheiro, analise a lista e vá cortando os exageros. Mantenha o que for essencial, que é o que vai realmente dar sabor ao seu Natal.

Fazendo isso, perceberá de quanta coisa você não precisa. Se refletir bem sobre isso, este 13º poderá ser realmente útil e até mudar o seu modo de ver as coisas.

Perdendo a Oportunidade

De fato, é para beneficiar o trabalhador que existe o 13º.
Não levar isso a sério, é um perigo: é nesta época do ano que a maioria dos endividados de hoje começaram a se atolar em dívidas.

Alguns, por não terem a mínima disciplina, fazem dívidas que não tinham antes. Outros, fazem novas dívidas que se somam às velhas, e se enroscam ainda mais.

Para quem pensa assim, pergunto se vale a pena “enfiar o pé na jaca” agora, para depois passar o ano inteiro sofrendo os dissabores do endividamento, que até pode afetar a sua empregabilidade.

O que pode levar as pessoas a fazerem o que sabem que não devem? Respondo:
descontrole emocional. Depois de um ano de luta, todo mundo quer “ter direito” a festas fartas, mesmo que não possa e não deva. Poucos resistem à carinha de dó que os filhos fazem pedindo os seus presentes, ou às sugestões da esposa para uma festa ou uma viagem há muito sonhada.

Se a pessoa passou 2.013 todo lutando muito e ainda enfrenta dificuldades, por que vai achar agora que poderá pagar as novas dívidas de Natal no início do próximo ano? Que milagres espera acontecer?

Espero que faça a melhor escolha.

Se estiver passando por maiores dificuldades financeiras.

Entre em contato conosco.

E-mail: Marcelo Segredo – marcelo@marcelosegredo.com.br
Av. Cruzeiro do Sul, 3.153 – Conj.63
Próximo ao Metrô Santana – CEP: 02031-200
Tel: (11) 3105-5218 – Celular: (11) 7740-3888 – Nextel ID 55*11*40.491

Acesse também:

Facebookhttps://www.facebook.com/marcelosegredoassessoria?ref=hl

Youtubehttp://www.youtube.com/marcelosegredo

Sitewww.marcelosegredo.com.br

 

Compartilhar