Como fazer o meu dinheiro render mais? Como economizar. Orçamento doméstico

Como fazer o meu dinheiro render mais?

É muito mais fácil sair dizendo por aí que você ganha pouco, atribuindo assim seu insucesso financeiro para sua empresa, do que assumir de que você deve por que quer. Isso mesmo!

A maioria das pessoas está endividada por querer viver um padrão de vida que a sua renda não permite. É por esse motivo que muitos estão endividados, e não porque ganha pouco. Aliás, quanto mais se ganha mais se gasta, independente da classe social. A questão é, que uns sabem administrar e outros não.

Transformando sua vida financeira, ou seja; saindo da situação de endividado para poupador, você e sua família certamente ganharão em qualidade de vida.  O Educador Financeiro Marcelo Segredo, preparou dicas que vão ajudar a reverter essa situação.

“é possível economizar mais de R$ 5 mil em um ano cortando o gasto excessivo com o celular e as despesas compulsivas ou não planejadas”.  Portanto, aprenda a fazer o mesmo com a lista abaixo.

1 – Qual seu padrão de vida?

A primeira regra é ter a exata noção do quanto você ganha e do quanto você gasta. Para isso ande com o bloquinho de anotações e anote todas as suas despesas por um período mínimo de 30 dias. O problema é que a maioria das pessoas não fazem as contas antes de gastar. A partir de uma avaliação coerente sobre os ganhos mensais, é preciso definir então como e com o que o dinheiro será gasto.

É fundamental conhecer as fontes de gastos e viver de acordo com seu padrão social. Nossa sociedade passou por uma grande inversão de valores; lembre-se você deve ser julgado pelo ser e não pelo ter. Com isso em mente, você certamente passará a economizar muito mais, afirma Marcelo Segredo.

2 – Orçamento doméstico é necessário?

Costumo afirmar que são as mulheres que devem administrar as finanças familiares. Primeiro porque as mulheres são mais detalhistas e sensíveis, e segundo porque acabam assumindo na maioria dos casais a administração do lar(compras, contas a pagar, escola dos filhos, etc.).  Portanto anote tudo, todas as despesas devem ser relacionadas dia a dia, até mesmo as menores. A elaboração de um orçamento que contemple todas elas(despesas fixas e variáreis), ajuda a controlar os gastos.

O simples compromisso de ter que anotar todas as despesas já vai gerar grandes mudanças em você, pode acreditar.

IMPORTANTÍSSIMO “No final do mês antes de sair gastando seu salário reserva no mínimo 10% dele para guardar numa conta poupança.”

3 – Estabeleça sonhos e prepare-se para o inesperado

Conheço muitas pessoas e principalmente casais que nunca conseguiram construir patrimônio algum.  Isso se deve pela falta de planejamento. É necessário que se estabeleça sonhos e metas, pois caso contrário todo seu dinheiro sumirá pelo ralo. Com seu orçamento sobre controle e com metas estabelecidas você e sua família viverão em harmonia e principalmente com uma reserva financeira para se socorrer nas emergências (redução de salário, desemprego, etc.).

4- Cartão de crédito e parcelamentos

A facilidade de crédito levou 75% das famílias brasileiras para a situação do endividamento.  Criou-se no Brasil a cultura de se comprar tudo parcelado. Na páscoa, por exemplo, até ovos de páscoa e bacalhau podem ser parcelados. Uma vez entrando no crédito rotativo do cartão de crédito dificilmente você conseguirá sair, uma vez que os juros abusivos do cartão de crédito passam de 667% ao ano.

Logo se programe para fazer as suas, compre de forma consciente, e evite sobre tudo compras de longo prazo, afinal você não sabe como será o seu dia de amanhã.

Outra dica importante é não ficar pagando o mínimo, tão pouco fazer o parcelamento da fatura. Fazendo isso você estará apenas pagando parte dos juros e sua dívida nunca será quitada.  Existem meios legais de reduzir as dívidas de cartão em até 95%.

5 – Alimentação fora de casa

Comer fora de casa ficou 22,5% mais caro em um ano, segundo a Pesquisa Refeição Assert Preço Médio 2013. Se você for a uma padaria e pedir um pedaço de pizza, por exemplo, pagará por ela em média (cidade de SP) R$ 5,90.  Uma pizza tradicional inteira com 8 pedaços custa em média R$ 25,00, ou seja; R$ 3,13.  Levar a família(3 pessoas) para um simples “lanchinho” do MC Donalds gastará praticamente R$ 60,00.  Almoçar com a família em um restaurante já passa de R$ 100,00. Procure limitar as refeições fora de casa, seu bolso e sua saúde agradecem.

6 – Compras no supermercado

Muita gente até se assusta na hora da compra no supermercado. Os preços dos produtos, muitas vezes nas alturas, pesam demais no bolso. Mas algumas dicas simples podem resultar numa economia de até 30% na hora das compras. Segundo especialistas, uma delas é fazer uma lista com o que quer comprar antes de sair de casa. Outra é a velha e boa comparação de preço entre os supermercados. Há até o melhor dia para comprar determinados produtos em oferta.

7 – De olho na data de validade

Outra dica importante é ficar sempre de olho da data de validade dos produtos. Evite comprar algo que está muito próximo de vencer, pois você vai gastar e não vai ter tempo de consumir.

Também desconfie das grandes promoções, principalmente para produtos perecíveis. Eles geralmente ganham um bom desconto quando estão próximos do vencimento.

 

Compartilhar