Assessoria Jurídica e Empresarial em São Paulo. Sucessão Familiar e herdeiros. Como administrar os bens

Holding Familiar

Como lucrar 56,36% a mais na administração de imóveis

Com a economia instável que o país vêm apresentando nos últimos anos, cada vez mais as pessoas procuram formas de economizar mais, e também se preocupam muito em blindar seu patrimônio.

Sem previsão de resgate da estabilidade econômica no país, muitas pessoas, físicas e jurídicas, estão sendo alvos de ações judiciais de cobrança e de execução de dívida, na sua maioria das vezes propostas pelos bancos. Essas ações têm por objetivo a satisfação de créditos, onde uma das práticas mais comuns são a penhora de bens.

Existe um meio legal para evitar a perda de bens, permitindo que as pessoas durmam tranquilas sem o peso de que a qualquer momento podem perder tudo. Trata-se da “Holding Familiar”.

As Holdings são empresas formadas por pessoas que investem o seu próprio patrimônio em ações ou quotas de uma sociedade. Ao “colocar seus bens dentro desta empresa” ocorre à famigerada “blindagem patrimonial”, evitando-se quase que completamente as chances de penhora de bens, mas afinal, quais as vantagens da holding familiar?

ADMINISTRAÇÃO DOS BENS

Os pais e seus herdeiros são colocados na mesma condição, isto é, são todos sócios. A vantagem disso é que há maior profissionalização, envolvimento e participação da família na administração dos imóveis e de outros bens que também por ser inclusos.

PLANEJAMENTO SUCESSÓRIO

Além de envolver os herdeiros na administração dos bens familiares, a Holding Familiar pode evitar que outras pessoas estranhas à família possam intervir nas questões familiares. Como se vê, a família fica totalmente protegida.

E não para por aí. Considerando que os bens da família foram envolvidos nas cotas da empresa, quando algum dos sócios falece, economiza-se muito tempo e dinheiro por exemplo na hora de se fazer um inventário, trazendo muitas vantagens à família.

ECONOMIA IMPOSTO DE RENDA

Enquanto que uma pessoa física recolhe 27,5% de Imposto sobre a renda gerada pelo imóvel,nas Holdings Familiares, por se tratar de uma pessoa jurídica constituída, recolhe apenas 12%.

Imagine a economia de uma família que possui diversos imóveis de aluguel. Veja esse exemplo:

Suponha que você tenha uma receita mensal de R$ 100.000,00 de alugueis. Sobre esse montante irá pagar mensalmente R$ 27.500,00 de Imposto de renda. Através da Holding Familiar pagará apenas R$ 12.000,00; uma economia real mensal de R$ 15.500,00, ou seja, uma média de 56,36% a menos.

PROTEÇÃO DOS BENS

Supondo que a pessoa física esteja com risco de sofrer ações de cobrança, execuções, bem como restrição do nome perante órgãos de proteção ao crédito, o seu patrimônio estará protegido dentro da Holding Familiar e praticamente não haverá riscos.

Além desses benefícios, muitos outros também podem surgir conforme o caso e necessidade da família. Obviamente que para a constituição de uma Holding Familiar é necessário um acompanhamento técnico especializado no assunto, especialmente quando da opção do regime tributário da empresa que está se formando e para elaboração de seu contrato social.

O Fato é que a Holding Familiar é, sem a menor dúvida, um dos grandes instrumentos a serviço da população para proteção de seus bens de forma legal, e de grande economia com imposto de renda.

A Marcelo Segredo Assessoria é especializada nesse segmento, e conta com uma equipe de consultores altamente qualificada e preparada para atendê-lo(a).

 

Compartilhar