Especialistas apontam: quanto mais periférica e vulnerável a população, mais mães jovens, condição que agrava a pobreza e gera mais gestações antecipadas.É um ciclo constatado nos últimos 10 anos.