Unik Forex engana milhares de brasileiros

Veja aqui como receber seu dinheiro de volta “Ganhe de 1,5% a 3% ao dia” e “dobre seu capital em seis meses”. Enquanto o mercado de ações opera em baixa, a Unix Forex, oferecia lucros que faziam saltar aos olhos de qualquer um. Como o brasileiro é carente de educação financeira, bem como praticamente analfabeto em investimentos acaba caindo na lábia de larápios habilidosos em enganar pessoas.   Como a Unik Forex atraia as vítimas? A vítima escolhia um plano mensal para entrar no esquema, e exista a promessa de 100% de lucro sobre o valor investido. Fonte: site da Unick   Além disso, quem indicasse novos clientes ganharia 10% de comissão, de acordo com a propaganda da companhia. Atrativo não? Apresentavam tabelas com ganhos diários, semanais e mensais o que incentivava que já estava no esquema a atrair mais vítimas. Fonte: site da Unick   Clientes da UNik Forex deixaram de receber Toda pirâmide financeira não consegue se sustentar por muito tempo, ainda mais com essas promessas vultosas de ganhos, e foi exatamente aí que a partir de julho/2019 a Unik Forex Academy suspendeu os pagamentos dos lucros dos seus clientes.   Ação judicial contra Unik Forex Os atrasos nos pagamentos e as promessas não cumpridas geraram processos judiciais. No Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), por exemplo, a Marcelo Segredo Assessoria protocolou 14 processos —entre eles, um no valor superior a R$ 20.000,00. Todos os clientes da UNik Forex tem o direito de pedir a devolução em dobro com juros e correção monetária.   Clientes da Unik Forex devem entrar com ação rápido Os clientes [...]

Não é só nos juros abusivos não…

…Bancos também lideram nos casos de assédio moral De acordo com dados publicados Ministério Público do Trabalho (MPT), das 3 mil denúncias de assédio moral recebidas em 2013, 30% envolvem instituições financeiras.   O que é assédio moral? O assédio moral no trabalho pode ser considerado conduta abusiva no ambiente de trabalho, como gestos, palavras, comportamentos e atitudes, em que fira a dignidade ou integridade moral ou psíquica de uma pessoa. No caso do banco, o assédio acontece, na maioria das vezes, por conta do medo de perder o emprego, já que são impostas metas quase impossíveis de serem atingidas, obrigando funcionários a fazer horas extras, não equiparação salarial, desvios de função, expondo-os a situações vexatórias e ofensas à dignidade moral.   O que fazer em caso de assédio moral no trabalho? Primeiramente, é importante destacar que, acima de tudo, assédio guarda relação com a saúde da pessoa, tanto na parte física, quanto na parte mental, e podem acarretar em depressão, mal-estar, problemas gástricos, hipertensão, anorexia e outras doenças. Portanto, trata-se de uma questão de saúde, onde se deve buscar ajuda de profissional da área de saúde, como médicos, psicólogos e psiquiatras. Juntamente com a questão clínica, o assédio jamais será combatido com o silêncio diante da situação. A CLT prevê a possibilidade de demissão por justa causa de agressor de assédio. No caso da vítima, há possibilidade de rescisão indireta do contrato de trabalho e pedido de indenização. Ou seja, sempre há alternativa. Para essas e outras situações que envolvem as relações de trabalho, consulte um especialista na [...]

Falta de intencionalidade no casamento

Por: Marcelo Segredo – Consultor Financeiro Um a cada três casamentos termina em divórcio Diariamente muitas pessoas me perguntam qual a melhor forma de investir o dinheiro. Antes de responder a essa pergunta, procuro entender como essa pessoa está investindo seu tempo e, principalmente, como anda seu casamento. Defendo a tese de que é muito complicado ter estabilidade financeira sem ter, primeiro, estabilidade no casamento. Um casal bem conectado emocionalmente, com cumplicidade, sem “segredinhos”, atingirá a prosperidade financeira de forma mais rápida. Nossas rotinas diárias, a tecnologia, problemas financeiros, dentre outros, nos levam a um distanciamento involuntário das pessoas que amamos, a tal ponto que muitos mais parecem dois estranhos dentro de casa do que um casal que um dia trocou juras de amor no altar de uma igreja. Os defeitos sobressaem, desaparecendo as qualidades que um dia os atraíram.   Um a cada três casamentos termina em divórcio Os números assustam. Enquanto a quantidade de casamentos diminui – entre 2016 e 2017, caiu 2,3% –, a taxa de casais que optam pelo divórcio aumenta consideravelmente: 8,3% naquele mesmo período. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a proporção é de três casamentos para cada divórcio (fonte: revista Crescer).    As finanças podem destruir um casamento? Sim, as finanças podem destruir um relacionamento, por causa de dívidas, excesso de gastos, falta de dinheiro ou omissão. Casais com dívidas passam menos tempo juntos, brigam mais e são menos felizes, disse o pesquisador Jefrey Dew. As brigas por causa de dinheiro sempre acabam afetando outras áreas do relacionamento. Além disso, causam [...]

TAXA SELIC MAIS BAIXA DA HISTÓRIA, MAS JUROS COBRADOS CONTINUAM EXTORCIVOS

TAXA SELIC MAIS BAIXA DA HISTÓRIA, MAS JUROS COBRADOS CONTINUAM EXTORCIVOS Agora no mês de março/2018, a taxa SELIC, que serve de referência para a economia brasileira, teve a maior queda da história, chegando ao patamar de 6,4% ao ano. Com isso, cria-se a expectativa: será que isso trará algum impacto positivo na vida das pessoas? Como se sabe, a SELIC influencia diretamente no rendimento da poupança, que hoje é de aproximadamente de 4,5% ao ano, mais a TR (Taxa Referencial), assim como afeta diretamente no crédito. Além disso, economistas e até mesmo o Banco Central estão surpreendidos com a baixa da inflação, o que também seria histórico em se tratando de Brasil, causando a impressão de que somos um “país normal”. E QUE VANTAGEM LEVA O CONSUMIDOR?    O alto índice de desemprego no país, por conta da recessão econômica, tem desencorajado o reajuste das taxas, já que existe o receio de que o aumento dos preços possa impactar diretamente em produtos essenciais, como os alimentos. Assim, o governo faz o controle da inflação, para que os produtos não tenham altas de preço. BOM PARA NÓS OU BOM PARA OS BANCOS?   A verdade é que tudo não passa de uma parede que blinda o corporativismo bancário no Brasil, ou melhor dizendo o “Cartel do Sistema bancário”, que continua cobrando juros abusivos. Mesmo com a SELIC mais baixa da história, nada mudou para o brasileiro em termos de juros. Para o comércio, a taxa permanece nos 88% ao ano. No cartão de crédito, a [...]

COMO FUNCIONA O BLOQUEIO JUDICIAL DE CONTA BANCÁRIA?

COMO FUNCIONA O BLOQUEIO JUDICIAL DE CONTA BANCÁRIA? Apesar de os consumidores sempre estarem em uma condição de vulnerabilidade, com menos conhecimento técnico de operações de crédito e da legislação vigente, o banco possui uma série de responsabilidades perante o seu cliente, seja ele correntista ou titular de uma conta-poupança. Isso porque a relação entre as partes é pautada pela confiança, pois o cliente confia ao banco a guarda do seu patrimônio e do seu dinheiro. É exatamente por essa razão que a regra é: o banco não pode efetuar bloqueios, transações ou movimentações, sem a autorização expressa do cliente. EXCEÇÃO À REGRA Existem duas exceções em relação aos bloqueios de conta. A primeira e óbvia, é a própria autorização do cliente. Por exemplo, nos empréstimos consignados, onde o valor da parcela é descontado diretamente na folha de pagamento (desde que respeitado o limite de 30%). A segunda exceção são os bloqueios judiciais, ou seja, aqueles que são efetuados mediante uma ordem judicial. E AS MENSAGENS DE TEXTO QUE RECEBO NO MEU CELULAR? Uma das práticas mais comuns dos escritórios de cobrança são as famosas mensagens de SMS com os dizeres: “Evite bloqueio judicial! Negocie seus débitos”. Pois bem, essa é mais uma tentativa aterrorizante de coagir o cliente a aceitar as negociações absurdas que o banco propõe. Por desconhecimento sobre o procedimento, as pessoas acham que isso pode acontecer em qualquer instante. Conforme esclarecido acima, apenas um processo judicial, no qual após uma citação, após a opção de regularização do débito e após a oportunidade de [...]

JUSTIÇA DE SÃO PAULO DETERMINA EXCLUSÃO DE JUROS ABUSIVOS

JUSTIÇA DE SÃO PAULO DETERMINA EXCLUSÃO DE JUROS ABUSIVOS TJSP condena prática Extorsiva dos bancos Por: Marcelo Segredo – CEO Que os bancos agem de forma imoral, já não é novidade para ninguém. Na prática, as instituições financeiras se articulam tendenciosamente com um único objetivo: obtenção de lucro. Todas essas manobras são respaldadas no nosso país pelos nossos governantes, que privilegiam o sistema bancário, com leis e até mesmo autorizações judiciais. Só que a Constituição Federal é muito clara ao dizer que o Poder emana do povo e é do povo que deve emergir as manifestações contra as situações impostas pelo Estado. Oras, se o Brasil tem hoje 61,7 milhões de pessoas com o nome sujo, ou seja, mais de 40% dos brasileiros, significa que há algo caminhando contra as necessidades do povo, ou estou errado? Se no país aumenta assustadoramente o nível de empresas fechando, desemprego, e somente o setor bancário continua auferindo recorde de lucros, significa que existe total desequilíbrio no mercado, contrariando o artigo 192 da Constituição Federal, ou será que também estou engando por pensar assim? QUAL É A SAÍDA PARA OS BRASILEIROS ENDIVIDADOS? – Saia da Zona de Conforto. Primeiramente, as pessoas não podem ficar quietas e aceitar de forma submissa as condições impostas pelos bancos. Saber o que fazer e quando renegociar a dívida é crucial e as tomadas de decisão devem sempre ser pautadas pela razão e nunca pelo impulso. Uma das alternativas interessantes pode ser recorrer-se do Poder Judiciário reclamando seus direitos. É perante a Justiça que várias [...]

TAXA SELIC MAIS BAIXA DA HISTÓRIA, MAS JUROS COBRADOS CONTINUAM EXTORSIVOS

Agora no mês de março/2018, a taxa SELIC, que serve de referência para a economia brasileira, teve a maior queda da história, chegando ao patamar de 6,4% ao ano. Com isso, cria-se a expectativa: será que isso trará algum impacto positivo na vida das pessoas? Como se sabe, a SELIC influencia diretamente no rendimento da poupança, que hoje é de aproximadamente de 4,5% ao ano, mais a TR (Taxa Referencial), assim como afeta diretamente no crédito. Além disso, economistas e até mesmo o Banco Central estão surpreendidos com a baixa da inflação, o que também seria histórico em se tratando de Brasil, causando a impressão de que somos um “país normal”. E QUE VANTAGEM LEVA O CONSUMIDOR?    O alto índice de desemprego no país, por conta da recessão econômica, tem desencorajado o reajuste das taxas, já que existe o receio de que o aumento dos preços possa impactar diretamente em produtos essenciais, como os alimentos. Assim, o governo faz o controle da inflação, para que os produtos não tenham altas de preço. BOM PARA NÓS OU BOM PARA OS BANCOS?   A verdade é que tudo não passa de uma parede que blinda o corporativismo bancário no Brasil, ou melhor dizendo o “Cartel do Sistema bancário”, que continua cobrando juros abusivos. Mesmo com a SELIC mais baixa da história, nada mudou para o brasileiro em termos de juros. Para o comércio, a taxa permanece nos 88% ao ano. No cartão de crédito, a taxa que era de 318% hoje é de 317%, ou [...]