11 Dicas para seu Planejamento Financeiro

Segundo o IBGE, as famílias com até 2 salários gastam 61% do orçamento com alimentos e habitação. Com a disparada dos preços dos alimentos, mais do que nunca os brasileiros precisam focar no seu orçamento doméstico, desenvolvendo um planejamento financeiro para evitar cair no endividamento. As famílias com vencimento líquido de até dois salários mínimos (R$ 1.908) comprometem uma parte maior de seu orçamento com alimentação e habitação, ou seja, por mês essas famílias gastam em média R$ 1.163,88 com esses itens. A questão é que, com o aumento exacerbado do preço dos alimentos, para muitas famílias essa conta não vai fechar. A fim de manter as necessidades básicas da casa, alguma conta deixará de ser paga ou então terão de recorrer ao cartão de crédito ou cheque especial, onde os juros cobrados são abusivos. Outra pesquisa alarmante da Confederação Nacional do Comércio aponta que 67% das famílias estão endividadas. Para não cair nessa armadilha, veja estas dicas que certamente vão ajudar muito a organizar sua vida financeira e ultrapassar esse momento de crise de uma forma mais tranquila. Se você ainda não se deu conta, a hora da mudança chegou! Dica 1 – Conheça suas receitas e despesas Não faz parte da cultura do brasileiro fazer o orçamento doméstico, ter um planejamento financeiro. Como alguém pode decidir comprar qualquer coisa sem planejamento? Ter tudo anotado, quais são suas despesas fixas e variáveis, ter a informação detalhada de quando terminam as compras parceladas, empréstimos, financiamentos. Essa história de viver um dia após o outro, sem [...]

Como Reduzir Dívida De Cheque Especial?

Aplicação Da Taxa Média Reduz Dívida Em Até 95% Sim, é possível reduzir sua dívida no cheque especial em mais de 95%, dependendo de em qual instituição financeira foi contratado, e assim eliminar sua dívida rapidamente sem maiores complicações num prazo que varia de 6 a 12 meses em média. Acompanhe este artigo até o final e compartilhe para que mais pessoas tenham acesso a essa informação. O nível de inadimplência no país já atingiu 68% das famílias; infelizmente, esse número ainda vai aumentar muito nos próximos meses. Uma das principais dívidas das pessoas e empresas é o limite do cheque especial que, de especial, não tem nada, pelo menos não para nós. Muitas pessoas recorrem ao limite do cheque especial para cobrir dívidas de cartão de crédito, já que os juros do cheque especial são mais baratos. Ao menos é isso que os economistas gurus das grandes emissoras dizem, né? A orientação deles é você trocar dívida cara por dívida mais barata, certo? Outros já utilizam esse limite como se fosse um complemento da renda ou um capital de giro da empresa. Essa semana mesmo eu atendi uma empresa que vem usando limite de cheque especial há dois anos, como também já dei consultoria para pessoas que estão nessa situação há mais de cinco anos. Quando cai nessa ciranda dos juros abusivos, dificilmente você consegue sair. E sabe por que é difícil sair? Porque o sistema bancário e a influência deste na nossa educação desde criança foram desenvolvidos para que hoje você [...]

Hábitos Que Levam – E Mantêm! – À Pobreza

Ser pobre ou ser rico vai muito além de bens materiais. Conheço várias pessoas que ostentam muitos bens materiais, mas que não têm um centavo na conta, vivem na corda bamba ou, pior, no vermelho de limites de cheque especial e cartões de crédito. Outros ostentam viagens mundo afora, colocam um monte de bandeirinhas de países já visitados nas redes sociais, fotos, enfim, uma vida de conto de fadas, mas viajaram a que preço? Será que tudo isso de fato as faz felizes? Essa vida de aparência, de ostentação tem um custo muito elevado. São pessoas que não pensam e não se preparam para o dia de amanhã, pensam apenas no hoje. Tem um conhecido meu que levou o filho à Disney duas vezes num único ano. Pouco tempo depois veio me pedir ajuda porque não conseguia pagar a prestação da casa própria e, detalhe, hem, profissional autônomo; ou seja, tem uma renda super variável. Quer dizer, o camarada foi à Disney, tirou foto com o Mickey, voltou com a cara do Pateta e não aprendeu nada com o Tio Patinhas. Aí fica complicado, né? Para mim o conceito de riqueza é outro. Riqueza representa ter liberdade de fazer o que eu quero, de estar com amigos, de assistir a um filme com minha esposa, de fazer caminhada com a minha filha, preparar uma pizza para as pessoas de quem eu gosto. Enfim, existe a liberdade financeira, que certamente irá me gerar bem-estar, e existe a liberdade de viver bem dentro dos meus [...]

Ação Revisional de Juros. Vale a Pena?

Saiba Tudo Sobre o Assunto. Os programas sensacionalistas divulgam cada vez mais – e em quantidade cada vez maior – anúncios desse tipo de serviço, iludindo muitas pessoas que caem em verdadeiras armadilhas, pois acham que, pelo fato de aquela empresa anunciar na tv, e porque “aquele jornalista” está divulgando aos quatro ventos, se trata de coisa séria. Cuidado. Nem tudo o que reluz é ouro. Antes de cair numa cilada, consulte o nome da empresa, veja os índices de reclamação na internet e até mesmo no tribunal de Justiça. Desconfie de tudo o que é muito fácil, muito barato. Cuidado com os vendedores de processos. Esses caras fazem telemarketing com uma coisa muita séria, comissionando pessoas despreparadas para te convencer a entrar com ação judicial. De fato todos têm o direito de contestar os juros cobrados pelos bancos, e as irregularidades são muitas. No entanto, cautela é fundamental. A decisão entre entrar ou não com uma ação judicial contra um banco exige muita análise técnica feita por gente especializada. Fico impressionado como um atendente consegue afirmar que uma pessoa tem direito a reduzir a prestação sem sequer analisar o contrato. Com 28 anos de experiência nessa área, posso te afirmar que isso é impossível. Mas, afinal, como saber se você tem esse direito, se vale a pena fazer a revisão do seu contrato? Eu sou Marcelo Segredo – Coaching Financeiro especializado em contratos bancários, e vou te ajudar nisso. Roda a vinheta. A primeira coisa a ser feita é a análise técnica financeira do [...]

Empréstimo Consignado

É possível reduzir. Veja como. É possível economizar mais de R$ 7 mil no seu empréstimo consignado. Você não está acreditando, né? Leia este artigo até o final. Tenho certeza absoluta de que ele vai te ajudar, e muito, a reduzir ou a se livrar mais rápido do seu empréstimo consignado, além de reduzir a prestação e diminuir o saldo devedor. Considero o empréstimo consignado a maior arapuca do mercado financeiro. Ele é oferecido aos funcionários públicos, aposentados e pensionistas como o salvador da pátria. Tem até economistas gurus, pop star, sabe?, que falam um monte de besteira na TV, dizendo para você trocar dívida cara por mais barata, e o caminho indicado por eles é o consignado. Delete esses caras da sua lista; eles são patrocinados por bancos. “Esse casal inteligente” (ele e os bancos) enriquece junto”, enquanto você fica cada vez mais pobre pagando juros. Bom, dado o alerta, vamos ao que interessa. Vou te explicar onde eles te enrolam e como você pode economizar bastante. O problema já começa no cálculo da margem consignável. O banco calcula os 30% da margem sobre o salário bruto, sendo o correto sobre o salário líquido. Benefícios como vale transporte e alimentação, dentre outros, têm destinação específica. Devem ser retirados desse salário bruto ainda os descontos fixos, para depois ser feito o cálculo da margem. Pode ser também que você tenha empréstimos consignados com vários bancos; assim, além dos descontos em folha, prestações são debitadas na sua conta-corrente tão logo seu salário seja creditado. Já [...]

Busca e Apreensão de Veículos

Não Faça Entrega Amigável Veja este artigo até o final e entenda como se defender da máfia da busca e apreensão. Vou te ensinar aqui como se defender dela, vou te explicar como os bancos te enganam, vou revelar tudo que você precisa saber sobre esse assunto. Já ouviu aquele blablablá de que os bancos seriam flexíveis, prorrogando as prestações dos financiamentos por um período de 60 a 90 dias? Tudo conversa fiada deles. Em plena pandemia, o desemprego atingindo dezenas de milhares de famílias que estão tendo suas rendas reduzidas, o sistema bancário vem se aproveitando dessa situação de pânico e desespero financeiro das pessoas para fazer a busca e apreensão de veículos. Os escritórios de cobrança estão literalmente tocando o terror. Faça uso do seu direito de defesa e das chances de evitar que peguem o seu veículo. Afinal, 90% das buscas e apreensões são feitas de forma ilegal. Mas atente para um detalhe: não permita que peguem o veículo. Depois de realizadas a busca e apreensão, tudo fica mais difícil. Prestações em atraso – Os juros de mora pelo atraso são cobrados e calculados de forma totalmente ilegal. Esses juros de mora devem constar no contrato, o que é muito raro. Sendo assim, eles não podem ser superiores a 1% ao mês e multa de 2%, conforme entendimento do STJ e Código de Defesa do Consumidor. Resumindo, os escritórios de cobrança exigem que sejam pagos juros de mora superiores a 12% ao mês, além de correção monetária, multa e honorários advocatícios, [...]

Pare de pagar o banco

Em novembro de 2019 escrevi um artigo (https://ongabc.org.br/fmi-alerta-para-o-risco-de-uma-crise-financeira/) alertando sobre a chegada de uma nova crise econômica mundial. Na época muitos me chamaram de mensageiro do apocalipse. Sinto informar que, apesar de ter previsto essa crise, acabei errando na minha previsão, pois, pelos estudo que fiz, tudo indicava que ela iria se desencadear em meados de 2021; porém, devido ao coronavírus (Covid-19), ela se antecipou e chegou para mostrar a fragilidade da economia mundial diante de uma gripe mortal que se alastra rapidamente. De forma resumida, no artigo publicado no ano passado afirmei que todas as crises econômicas são fabricadas, são previsíveis. Pois bem, estamos diante de mais um colapso financeiro mundial; a maioria dos brasileiros, pessoas jurídicas ou pessoas físicas, mal tiveram tempo de se recuperar da crise anterior. Temos mais de 62% dos brasileiros em situação de endividamento, dentre eles empregados e empresários. Com uma carga tributária pesadíssima e os juros abusivos mais caros do planeta, além de uma legislação e um judiciário safado que favorece somente o sistema bancário, é praticamente impossível livrar-se das dívidas.   Cartel do Sistema Bancário O Brasil é dominado por poucos bancos que dominam o cenário econômico. Perceba que, mesmo o Banco Central reduzindo a taxa Selic para 4,25% ao ano, Banco Itaú, Bradesco e Santander continuam cobrando mais de 10% ao mês de juros abusivos no cheque especial. Aqui os bancos fazem o que querem porque não tem ninguém que imponha limites a eles. Pois sabem que podem contar com um judiciário conivente e com um congresso que legisla em seu favor.   Liberte-se das dívidas entre 6 e 12 meses Sim, isso é possível.  Para isso desenvolvi uma estratégia radical, e sem [...]